Brasil não é campeão em população carcerária

País tem grande número de presos, mas fica atrás de Estados Unidos, China e Rússia; informação de Marcelo Cândido, do PDT, é falsa

Segurança Pública Sistema prisional

Caroline Ferrari
3 minutos

“O Brasil é campeão em população carcerária.” – Marcelo Candido (PDT), durante o debate Universidade vai às urnas.

Marcelo Candido, candidato a governador de São Paulo pelo PDT, participou do evento Universidade vai às urnas, organizado por entidades estudantis. Durante o debate, ele afirmou que o Brasil é campeão em população carcerária. O Truco nos Estados – projeto de checagem de informações da Agência Pública, que está cobrindo a disputa para governador em São Paulo e em outras seis unidades da Federação – verificou a afirmação. A frase é falsa.

A assessoria de imprensa de Candido informou que a fonte da informação é a Agência Brasil, mas não indicou qual reportagem teria trazido esse dado. Uma busca no site da agência mostra que foram publicadas duas matérias sobre a superlotação nos presídios brasileiros, em junho deste ano e em dezembro do ano passado. Nenhum dos textos, contudo, confirma a frase dita pelo candidato.

O World Prison Brief, plataforma online elaborada pelo Instituto de Pesquisa em Políticas Criminais (do inglês, Institute for Criminal Policy Research) em parceria com a Universidade de Londres, analisa a população carcerária mundial. Segundo o último relatório, que analisou dados de outubro de 2015 de encarcerados em 223 países, o Brasil ocupava a quarta posição na classificação de nações com o maior número de presos. Em primeiro ficam os Estados Unidos, seguidos de China e Rússia.

Quando comparada a população carcerária com o total da população de cada país, os Estados Unidos são campeões, com 600 presos por 100 mil habitantes. Em seguida estão Rússia (400 presos por 100 mil habitantes), Brasil (300 presos por 100 mil habitantes) e China (100 presos por 100 mil habitantes).

A organização também possui um ranking da população encarcerada global que mostra o Brasil na terceira posição (682.901). No primeiro lugar aparecem os Estados Unidos (2.121.600), seguidos pela China (1.649.804). Entretanto, o período analisado para cada país não é o mesmo. Para verificar os números do sistema prisional brasileiro, a organização utiliza dados de maio de 2018 fornecidos pelo Ministério da Justiça. Outras nações têm números mais antigos.

A  última edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, lançado em 9 de agosto de 2018, organizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, analisou os indicadores de 2016 de criminalidade, segurança pública e sistema carcerário. De acordo com a publicação, a população prisional do Brasil tem 729.463 pessoas – dado referente ao número de pessoas no sistema penitenciário e sob custódia das polícias.

Depois de ser informada sobre o resultado da checagem, a assessoria da imprensa de Marcelo Candido discordou do resultado: “Não foi dito que o Brasil é campeão mundial. O candidato, sabedor que os Estados Unidos e a China lideram esse ranking, implicitamente coloca o Brasil como campeão em relação à América Latina.”

Márcio França exagera desconto em pedágios
Márcio França - PSB
Márcio França exagera desconto em pedágios

Governador afirmou que a tarifa diminuiu até 25% com novas concessões, mas na verdade o porcentual chega a 20%

Doria exagera criação de vagas em creches quando foi prefeito
João Doria - PSDB
Doria exagera criação de vagas em creches quando foi prefeito

Durante os 15 meses em que administrou a cidade de São Paulo foram criadas cerca de 25 mil vagas, não 42 mil

França erra taxa atual de crescimento da economia paulista
Márcio França - PSB
França erra taxa atual de crescimento da economia paulista

Produto Interno Bruto do estado não evolui 6% ao ano, como afirmou o governador

SP Candidatos - São Paulo