Jairo Jorge acerta dívida global do RS: R$ 70 bilhões

Candidato ao governo gaúcho arredondou o valor, que é de R$ 70,7 bilhões. Dívida pública é um dos desafios para quem pretende governar o Rio Grande do Sul

Contas do Rio Grande do Sul Contas Públicas Dívida Pública Economia

Bruno Moraes
1 minutos

“Hoje, a dívida global do estado chega a 70 bilhões [de reais]”, Jairo Jorge (PDT), em entrevista no Painel Eleitoral realizado pela Associação Riograndense de Imprensa (ARI).

No dia 8 de agosto, Jairo Jorge, candidato ao governo do Rio Grande do Sul pelo PDT, falou sobre a dívida pública do estado durante o Painel Eleitoral. O rombo emperra gestões no governo gaúcho há mais de 40 anos.

O Truco nos Estados – projeto de checagem de fatos da Agência Pública, feito no Rio Grande do Sul em parceria com o Filtro Fact-checking – verificou o dado mencionado pelo candidato. Segundo ele, o valor total devido pelo estado seria de R$ 70 bilhões.

De acordo com a assessoria do candidato, Jairo Jorge se baseou no Boletim Consolidado do Tesouro do Estado referente ao primeiro semestre de 2018. O documento, que organiza informações das finanças do Rio Grande do Sul com os indicadores de janeiro a junho deste ano, aponta que a dívida total do RS chegou a R$ 70,7 bilhões na metade de 2018.

Ainda que desconsidere R$ 783 milhões do déficit global, valor equivalente à quantia destinada em 2018 para custeio e investimentos na área de segurança pública, a afirmação é verdadeira de acordo com nossa classificação, já que dados arredondados também são considerados verdadeiros.

A dívida atual do RS é duas vezes maior do que a Receita Corrente Líquida do estado, que fechou 2017 em R$ 35 bilhões, segundo o último Relatório Anual da Dívida. No fim do ano passado, o déficit do estado era de R$ 67,6 bilhões.

Eduardo Leite acerta: plano de recuperação fiscal aumenta dívida do RS
Eduardo Leite - PSDB
Eduardo Leite acerta: plano de recuperação fiscal aumenta dívida do RS

Em debate na Federasul, tucano ressaltou que os R$ 11 bilhões que podem deixar de ser pagos à União por três anos terão de ser quitados no futuro, acrescidos de juros. Ainda assim, o ex-prefeito de Pelotas afirma ser favorável à medida

Acordo pode deixar R$ 11 bi no RS, mas valor será cobrado com juros
José Ivo Sartori - MDB
Acordo pode deixar R$ 11 bi no RS, mas valor será cobrado com juros

Em programa de TV, José Ivo Sartori (MDB) defende regime de recuperação fiscal para desafogar os cofres públicos, porém ignora que o valor é uma estimativa – e terá de ser pago com juros mais tarde

RS Boato
Bandeira LGBT não substituiu a do Brasil em escola de Pelotas, como diz corrente
Bandeira LGBT não substituiu a do Brasil em escola de Pelotas, como diz corrente

Texto compartilhado por WhatsApp e Facebook afirma que bandeira do Brasil foi substituída por símbolo LGBT. Hasteamento, de fato, ocorreu durante atividades de conscientização contra a homofobia, mas não houve uma troca de bandeiras

RS Candidatos - Rio Grande do Sul