Camilo acerta: Ceará lidera investimentos nos últimos três anos

Entre 2015 e 2017, o estado liderou o ranking dos que mais fizeram investimentos públicos proporcionais à receita, segundo levantamento feito a partir de dados da Secretaria do Tesouro Nacional

Desenvolvimento Gestão pública Investimento Orçamento

Rômulo Costa, Thays Lavor, Carolina Capelo
4 minutos

“O estado que mais fez investimento público do país nos últimos três anos tem sido o estado do Ceará”, Camilo Santana (PT) em entrevista ao vivo para o Jornal da TVC 2ª Edição (TV Ceará) no dia 23 de agosto.

O candidato à reeleição Camilo Santana (PT) acertou ao dizer que o Ceará foi o estado brasileiro que mais fez investimentos nos últimos três anos, período que abarca a sua gestão, entre 2015 e 2017. O petista destacou o equilíbrio fiscal do estado em comparação com as demais unidades da federação. A informação foi confirmada a partir de levantamento realizado com dados da Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda.

O Truco nos Estados – projeto de checagem da Agência Pública, realizado também no Ceará – levantou os dados dos investimentos de todos os estados da federação por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi), da Secretaria do Tesouro Nacional. Essa é a ferramenta responsável por reunir e divulgar informações fiscais e contábeis dos estados brasileiros.

Conforme metodologia indicada por técnicos da Secretaria do Tesouro Nacional, foram considerados os valores das despesas liquidadas em Investimento e Inversões Financeiras nos anos de 2015, 2016 e 2017. A soma desses valores foi dividida pela Receita Corrente Líquida respectiva ao ano de cada estado brasileiro.

Conforme definição do Manual Técnico de Orçamento da Secretaria do Planejamento e Gestão do Ceará, que detalha a classificação das despesas do estado, são considerados na categoria “investimentos” despesas com softwares, planejamento e execução de obras, aquisição de instalações, equipamentos e material permanente. Já em “inversões financeiras” estão, entre outros gastos, despesas com aquisição de imóveis ou outros bens já em utilização pelo Governo.

Na relação entre essas despesas proporcionais à Receita Corrente Líquida de cada estado, o Ceará é o que apresenta a melhor posição nos três analisados. Em 2015, o estado alcança a proporção de 15,6% entre investimentos e a receita. Na sequência, estão o Rio de Janeiro (12,9%) e Paraíba (10,1%).

No ano seguinte, a diferença cai um pouco, mas o Ceará ainda se mantém no topo do ranking com 12,3%. Em 2016, a crise financeira do Rio de Janeiro fica exposta, o estado fluminense passa a investir menos e salta para a 20ª colocação com proporção de 5,4%. O segundo lugar passa a ser ocupado pela Bahia (11,9%), seguido do Piauí (11%).

Em 2017, o Ceará atinge a proporção de 13%, ainda garantindo a liderança dos estados que mais investiram naquele ano. Os números destacam os investimentos cearenses com diferença de 3,2 pontos percentuais para o segundo estado mais bem colocado, Mato Grosso do Sul (9,8%), seguido do Piauí (9,4%).

Como o Ceará, de fato, permaneceu como líder dos estados que mais fizeram investimentos públicos proporcionais à receita no consolidado dos últimos três anos, o Truco atribui o selo “Verdadeiro” à declaração do governador Camilo Santana.

Durante os dois primeiros anos da gestão do petista – 2015 e 2016 -, os maiores investimentos foram em saúde, seguido das áreas de previdência social, educação e segurança pública.

As quatro áreas receberam incremento do orçamento entre 2015 e 2017. Em saúde, por exemplo, o investimento era de R$ 2,7 bi e aumentou para R$ 3 bi. Na área da educação, o investimento saiu de R$ 2,5 bi, em 2015, para R$ 2,9 bi, em 2017. Segurança Pública o aumento foi de R$ 1,7 bi para R$ 2 bi.

No ano de 2017, em comparação com os demais investimentos, os gastos com previdência social – que ficavam no patamar de segundo maior investimento – superaram as despesas com saúde e alcançaram o topo da lista. Em 2015, o governo gastava R$ 2,7 bi com a área e passou para R$ 3,1 bi, em 2017.

O Truco entrou em contato com a assessoria de comunicação de Camilo Santana no começo da checagem para saber qual foi a fonte usada pelo candidato para a afirmação acima. Após a apuração, retomamos contato via e-mail para informar o resultado da checagem. A equipe não se pronunciou em nenhuma das etapas.

Ops, Aílton: foram R$ 130 milhões para saneamento básico no Ceará
Ailton Lopes - PSOL
Ops, Aílton: foram R$ 130 milhões para saneamento básico no Ceará

Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) da Sefaz aponta um gasto de pouco mais de R$ 130 milhões em 2017

Errou, General: Ceará tem 91 toneladas de esgoto não tratado por dia
General Theophilo - PSDB
Errou, General: Ceará tem 91 toneladas de esgoto não tratado por dia

O tucano inflou em muito os números ao dizer que são 91,4 bilhões de toneladas por dia em esgoto a céu aberto no Ceará.

Hélio Gois erra posição brasileira em ranking internacional de educação
Hélio Gois - PSL
Hélio Gois erra posição brasileira em ranking internacional de educação

Hélio se equivocou ao citar os números. Disse que o país ocupava a 73ª posição no ranking, quando a prova só foi aplicada em 70 países

CE Candidatos - Ceará