Eduardo Leite acerta peso da folha de pagamento nas receitas gaúchas
Foto: Alex Rocha/Palácio Piratini
PSDB - Eduardo Leite

Eduardo Leite acerta peso da folha de pagamento nas receitas gaúchas

Gastos com pessoal e encargos sociais somaram R$ 26 bilhões no RS em 2017, enquanto a receita corrente líquida do estado fechou o ano em R$ 35 bilhões

Contas Públicas Economia Funcionalismo

Taís Seibt
2 minutos

“Na questão da despesa, 80% da nossa receita é consumida por folha de pagamento e encargos sociais”, Eduardo Leite (PSDB) em entrevista ao Jornal do Comércio.

Em entrevista para o Jornal do Comércio, publicada na edição impressa de 10 de setembro, Eduardo Leite (PSDB) voltou a falar sobre o equilíbrio das finanças do estado que pretende governar. Segundo o tucano, 80% da receita do Rio Grande do Sul é consumida pela folha de pagamento e encargos sociais.

O Truco nos Estados – projeto de checagem de fatos da Agência Pública, feito no RS em parceria com o Filtro Fact-checking – confirmou o dado citado pelo candidato do PSDB.

De acordo com a assessoria, a fonte de Eduardo Leite é o Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO) do sexto bimestre de 2017. O documento é da Secretaria do Tesouro Nacional. Segundo esse balanço, o governo gaúcho gastou 78% de sua receita total com pessoal e encargos sociais – é o maior índice do país, empatado com o Rio Grande do Norte.

O relatório congrega as informações da execução orçamentária de todos os poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, incluindo também o Ministério Público e a Defensoria Pública, e contempla as esferas Federal, Estadual, Distrital e Municipal. O RREO do sexto bimestre leva em conta o mês em referência e os onze anteriores, “utilizando nos indicadores a RCL (receita corrente líquida) referente ao somatório dos meses de janeiro a dezembro de 2017”.

Fonte: Tesouro Nacional RREO 6ºbim/2017

No segundo bimestre de 2018, versão mais recente do boletim, houve uma pequena variação para 76%. O RS continua no topo do ranking de gastos com pessoal e encargos sociais sobre a receita total, porém não há dados consolidados do Paraná, Rio Grande do Norte, Roraima e Tocantins.

Fonte: Tesouro Nacional RREO 1ºbim/2018

Como dados arredondados são classificados pelo Truco nos Estados como verdadeiros, a frase de Eduardo Leite está correta. Os gastos com pessoal e encargos sociais consomem quase 80% da receita corrente líquida gaúcha, que fechou o ano de 2017 em R$ 35 bilhões.

De acordo com o Boletim Informativo de Pessoal divulgado pela Fazenda estadual com dados consolidados até dezembro de 2017, a despesa com pessoal e encargos somou cerca de R$ 26 bilhões no ano passado – a proporção fecha em 74% da receita, um pouco abaixo do observado no relatório do Tesouro Nacional.

#leitegate: Eduardo Leite aumentou o IPTU em Pelotas, como diz Bandeira?
Mateus Bandeira - NOVO
#leitegate: Eduardo Leite aumentou o IPTU em Pelotas, como diz Bandeira?

Após discussões acaloradas em debates, candidato do partido Novo passou a divulgar nas redes sociais documentos sobre o tributo em Pelotas, sua cidade natal, que foi governada pelo candidato do PSDB, Eduardo Leite. Aumento do IPTU, no entanto, é discutível: em 40% dos imóveis, o imposto ficou menor

#leitegate: Eduardo Leite criou taxa do lixo no último dia de governo em Pelotas
Mateus Bandeira - NOVO
#leitegate: Eduardo Leite criou taxa do lixo no último dia de governo em Pelotas

Alvo de ataques do conterrâneo Mateus Bandeira, que concorre ao Piratini pelo partido Novo, candidato do PSDB sancionou lei que instituiu a taxa no último dia de seu mandato. Dois anos antes, Leite havia aberto mão do tributo em carta formal a vereadores

É fato: Rio Grande do Sul tem a maior proporção de idosos
Jairo Jorge - PDT
É fato: Rio Grande do Sul tem a maior proporção de idosos

Dado citado por Jairo Jorge (PDT) em plano de governo é de projeção do IBGE: população gaúcha é a mais envelhecida do Brasil, com 17,6% de pessoas acima de 60 anos – em seguida vêm Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e Paraná

RS Candidatos - Rio Grande do Sul